Terça, 07 de Julho de 2020
(67) 999415041
Mato Grosso do Sul Economia

Mato Grosso do Sul bate recordes em 80% na produção agrícola

Municípios produtores de soja têm elevado economia no Estado e equilibrado as finanças no Brasil em meio pandemia

20/04/2020 16h00 Atualizada há 3 meses
Por: Jeferson Silva
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga-MS) da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), apontam para o crescimento exponêncial da produtividade da soja batendo a casa dos 19,27% no Estado desde 2013. Isso representa um salto abrupto no plantio estimado em 55,46%, já a produção e colheita saltaram para 85,46%.

Num balanço entre 2018 e 2019, a produção de grão em Mato Grosso do Sul subiu para os 11 milhões de toneladas em uma área de 2,84 milhões de hectares. Maracaju responde por grande parte deste montante, isso porque é o primeiro dos cinco municípios com maior valor de produção de soja no Estado. De acordo com a pesquisa sobre a produção agrícola municipal, divulgada pelo IBGE, com 982,2 mil toneladas de soja colhidas, Maracaju é o 12º na lista na lista dos maiores produtores do Brasil e o primeiro produtor de grãos do Mato Grosso do Sul.  Neste ano o município se manteve invicto em sua produção com 1.221.643,77 toneladas colhidas neste primeiro semestre. Já Ponta Porã aparece com a produção e escoamento da colheita em 920.835,71, em se tratando de cultivo a cidade aparece com 267.307,904 hectares, o que vale a 57,42% de sacas por alqueire.

O município de Sidrolândia contribuiu muito na balança comercial e econômica do Estado, tanto em exportação, quanto produção e distribuição em todo território nacional. Neste ano a produção que saltou a casa dos 778.096,99 quilos em uma área residual de plantação com aproximados 240.363,58 hectares, seguido de São Gabriel do Oeste, 447.465,18 quilos em 118.744,26 de hectares com 62,81 sacas colhidas e, Dourados com excelente encerramento da balança comercial agrícola e produção aquecida alcançou o patamar de 684.571,22 quilos em 215.285,75 de hectares, cerca de 53,00 sacas. O que gerou mais receitas liquidas à federação Sul-mato-grossense, um dos maiores produtores de grãos do Brasil.

Em um balanço demonstrativo divulgado pela Siga-MS e Famasul, os produtores de soja de Mato Grosso do Sul plantaram 2,180 milhões de hectares, nos quais obtiveram produção um total de 6,108 toneladas, com média de 46,7 sacas por hectare, em aproximado 8 anos de produção.

Essa mesma série histórica detalha que em 2014 foram plantados 2,320 milhões de hectares, com produção de 6,946 milhões de toneladas e produtividade média de 49,9 sacas por hectare, e em 2015 foram 2,460 milhões de hectares que produziram 7,454 milhões de toneladas, isso representa 50,5 sacas por hectare.

A crescente continuou com o cultivo de 2,530 hectares em 2016, ciclo que produziu 8,833 milhões de toneladas (56,1 sacas por hectare), e de 2,700 milhões de hectares em 2017, com produção de 9,590 milhões de toneladas aproximados 59,17 sacas por hectare. Em 2019, apesar de novo aumento da área plantada, que chegou a 2,979 milhões de hectares, houve queda de produção, que atingiu 8,80 milhões de toneladas, e de produtividade, 48,11 sacas de produção por hectare.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Bataguassu - MS
Atualizado às 11h39 - Fonte: Climatempo
30°
Poucas nuvens

Mín. 20° Máx. 33°

29° Sensação
21.9 km/h Vento
33.1% Umidade do ar
90% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (08/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (09/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 24°

Sol com muitas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias